SOCIAL

PERSONAGEM: EROTILDES MILHOMEM

Erotildes Milhomem traz dentro de si a inquietude. Ainda menina, queria saber do mundo, ou, ir além daquele mundo que conhecia, que se apresentava a ela. Não se contentava em apenas contemplar as estrelas do céu em noite de lua clara, que derramava sua luz e enchia de belezas a alvura das praias do rio, queria saber onde viviam e como fazer para chegar às estrelas.

Erotildes, a menina Erotildes, em sua simplicidade queria saber porquê as estrelas só aparecem à noite… E a lua, que sumia por dias e dias, onde se esconderia? Se alegrava quando percebia que, depois de algum tempo, ela voltava tímida e aos poucos crescia até novamente encher de beleza os céus.

Talvez seu coração de menina-moça quisesse ir para um lugar onde as estrelas brilhassem sempre e que a lua todos os dias iluminasse o rio, que aprendeu a amar. Rio tão presente em sua vida, na vida de sua família, dos amigos e vizinhos.  O rio, Rio Araguaia, de tantas histórias – às vezes assustadoras – e cheio de mistérios.

Um dia a menina-moça deixou o pequeno lugar onde vivia e foi em busca do saber. Foi “aprender”, como se dizia à época. Deixou sua família em seu torrão natal e encontrou outra família, que a acolheu com amor e carinho.

Voltou Professora, capaz de ensinar, de dividir o que aprendera com seus mestres, levando às pessoas daqueles rincões a possibilidade de se livrarem das garras da ignorância.

Erotildes Milhomem conheceu a poesia e se fez poeta.

Contou histórias, escreveu poemas, pintou quadros, escreveu – ainda escreve – e publicou livros (sete, por enquanto).

Pesquisadora, em seu último livro, o interessante e riquíssimo “Dicionário da língua popular regional do Araguaia” lançado há um ano, deixou registrado o linguajar característico do povo, do habitante, do ribeirinho, que vive e viveu ás margens do rio. Rio, que tanto ama e admira.

Uma obra para as atuais e próximas gerações.

BIOGRAFIA DE EROTILDES MILHOMEM

Natural de Luciara – MT e residente em São Félix do Araguaia, possui inúmeros amigos e ex-alunos em Goiânia e em Goiás.  Erotildes Milhomem dedicou sua vida à educação e à observação do povo ribeirinho. Aos 81 anos, continua escrevendo e publicando livros com base em suas vivências e experiências na região.

É membro da Academia de Letras, Cultura e Artes do Centro Oeste – ALCACO, com sede em Barra do Garças, onde ocupa a cadeira número 21. É  fundadora do Museu Histórico Cultural do Centro-Oeste, sediado em São Félix do Araguaia

Com intensa dedicação às atividades artísticas e culturais – é escritora, professora, historiadora, folclorista, artista plástica, diretora de honra do Museu Histórico Cultural do Centro-Oeste, presidente da Associação Arte Livre Berokan -, Erotildes Milhomem retrata as lendas em seus quadros de óleo sobre tela, expostos no Museu Cultural do Centro Oeste. Também é presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Mato Grosso – Núcleo Regional de São Félix do Araguaia.

LIVROS PUBLICADOS DE EROTILDES MILHOMEM:

Meu Araguaia Querido (1985), Uma Menina do Araguaia (1990), Maria Rita da Serra do Roncador (1996), Poesia do Araguaia (1998), Folclore do Araguaia (2000) e Barreira do Araguaia (2004), Dicionário da língua popular regional do Araguaia (2019).

No momento, prepara mais um livro, desta vez um romance histórico, contando sobre o que viu e ouviu sobre a colonização da região do vale do Araguaia.

Total Views: 22 ,

Comments (5)

  1. Linda matéria com a escritora, historiadora, poetisa e cordelista Erotildes Milhomen! Falando sobre ela, eu via a cidade de São Félix que é a cidade em que vive e Luciara a cidade natal. Todas margeando nosso magestoso Araguaia! De praias e luares lindíssimos! Parabéns ao Portal pela linda reportagem!

  2. Parabéns pelo trabalho. Esse portal é simplesmente, maravilhoso! Pelo que pude perceber, tem um viés informativo, altamente cultural e de noticias interessantes, sem violência ou discussiones por política. Quero sugerir aos artistas da região que prestigiem esse espaço, ela é importante para Barra e região do Araguaia.

    Deu saudade de meu canto, do meu rio, a visão da serra, de minhas praias e meu povo querido.

    Saudades de longe, mas o coração está aí!
    Andrea Mossatti – Daegu – Korea

  3. Essa sim é uma pessoa de garra!

    Criou seus 4 filhos em tempos difíceis de uma forma que só uma mãe digna de todos os aplausos pode fazê-lo.

    Vida longa a EROTILDES MILHOMEM!

  4. Parabéns querida tia, que tanto admiro como pessoa e como escritora, artista plástica e muitas outras facetas, dedicada em tudo que faz. Conhecedora de muitas e muitas histórias e estórias que adoro ouvir contá-las. Muita admiração pelo seu trabalho.
    Marcilea Moreira Milhomem

  5. Gostaria de adquirir alguns desses livros, sobretudo o “O folclore do Araguaia”, há alguma indicação de onde posso encontrá-los?
    Cirlei de Araujo Costa

Comments are closed.